PRINCE2 Agile – Parte 2

28 de Março de 2016 Array ernani

PRINCE2 Agile
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinrssyoutubetumblr

 

PRINCE2 Agile

 

Devemos alertar que ambos os métodos são orientados a princípios e para que o casamento seja bem-sucedido devemos também mudar a maneira de pensar adotando também a filosofia e pensamento ágil que vai muito além de técnicas e ferramentas ágeis Figura 6 (se você não leu PRINCE2 Agile - Parte 1).

A seguir veremos como as duas abordagens podem ser fundidas para aproveitar os pontos fortes que mutualmente anulam as fraquezas. Cabe resumir cada um desses métodos destacando semelhanças e diferenças. O processo e ciclo de vida do método SCRUM é resumido na Figura 7.
PRINCE2 e SCRUM

O ciclo de vida de um projeto típico de PRINCE2® consiste numa fase pré-projeto, ou seja, partida do projeto (usando o processo Starting up a Project); um estágio de iniciação, cujo propósito é confirmar e detalhar o Business Case, planejar a linha de referência de desempenho de todo o projeto, bem como definir em detalhe o plano do estágio seguinte usando o processo de Initiating a Project; um ou mais estágios de entrega usando processo de Controlling a Stage, Managing Product Delivery e Managing Stage Boundaries ou Closing a Project).

A Figura 8 ilustra como esses dois ciclos de vida podem ser integrados (Ernani Marques, 2013 - linkedin Ernani Marques). Durante o estágio, por meio do CS (Controlling a Stage), os “pacotes de trabalho” serão definidos e acordados. Os pacotes de trabalho são, para os ambientes, conduzidos com o SCRUM®, o chamado SPRINT Backlog. O SCRUM® funcionará como se fosse o processo Managing a Product Delivery. O PRINCE2® permite também usar método KANBAN, isto é, processo com base em fluxo PUSH em vez de janelas fixas de tempo – “Time Boxing” – usado no SCRUM (adquira o exame AGILE SCRUM Foundation ou AGILE SCRUM MASTER).

PRINCE2 combinado com SCRUM

PRINCE2 AGILE

Cada SPRINT conterá um conjunto de requisitos a serem desenvolvidos e entregues quando prontos. Então voltam para o CS (Controlling a Stage). Durante o desenvolvimento de cada SPRINT podem ser criados os Relatórios de Ponto de Controle, permitindo o controle de cada estágio e a devida comunicação com a hierarquia organizacional. (SAIBA MAIS SOBRE PRINCE2 AGILE).


Mediante essa perfeita combinação, a organização poderá se beneficiar dos ganhos apontados na pesquisa de Estado de Desenvolvimento Ágil. A organização poderá manter a previsibilidade na condução do projeto usando processos e estratégias do PRINCE2®.


Isso permite também que a equipe de desenvolvimento amplie a produtividade num ambiente Ágil. O princípio do “Foco no produto” do PRINCE2 garantirá que os resultados da entrega sejam satisfatórios e utilizar o que há de mais moderno, com pragmatismo.

Os profissionais também podem se beneficiar com a estratégia de PRINCE2 AGILE® da seguinte forma: ambiente de trabalho dinâmico, mas em controle; melhoria na moral da equipe; alinhamento constante com negócios mediante o Business Case e modelo de governança conforme as melhores metodologias de condução de projetos; finalmente, simplificação dos processos de gestão sem perda de qualidade.

 leia o artigo na integra em PDF

Artigo de autoria do Prof. Farhad Abdollayan e publicado na Revista Mundo PM - Edição Setembro/2015. Reprodução autorizada.

 

(SAIBA MAIS SOBRE PRINCE2 AGILE)

(SAIBA MAIS SOBRE O LIVRO DE CERTIFICAÇÃO PRINCE2 FOUNDATION)

Compre Agora

Livro preparatório para certificação PRINCE2 foundation: Compre agora seu livro Preparatorio para Certificação PRINCE2 foundation

Exame: Compre agora seu EXAME PRINCE2 Foundation

eLearning Exame: Compre agora seu curso eLearning PRINCE2 Foundation

Livro oficial do PRINCE2: Compre agora seu livro oficial PRINCE2

 

prince2 agile

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail

Posts Relacionados

Deixe uma resposta