Categoria

porATHEM

PRINCE2 Princípios

PRINCE2 Princípios de Gerenciamento de Projetos

Pense em PRINCE2 Princípios como orientadores que devem existir durante todo projeto.

Afinal, esse Princípios são orientações para ampliar o sucesso da iniciativa.

Como usar?

Você usa os princípios através dos processos de gerenciamento e dos temas de gerenciamento.

Como usar: Em outras palavras, os temas facilitam o como usar.

Quando usar: Enquanto os processos facilitam o quando usar.

Mix: Assim, deve você usa os princípios constantemente.

 

Uso correto dos PRINCÍPIOS PRINCE2

Você pode verificar o uso correto dos Princípios do PRINCE2.

Primordialmente, você verifica o uso correto através do Health Check;

O Health Check já vem disponível no livro PRINCE2.

 

PRINCE2 Health Check

PRINCE2 Health Check

PRINCE2 Health Check

O Health check é um check-list para verificar o uso correto do PRINCE2; e também, dos princípios!

O check-list é usado em momentos mais apropriados do projeto.

Então, ele resultará em um diagnóstico.

Logo, você pode aplicar melhorias.

Frequentemente, então, você reavalia os resultados.

 

Questionamentos

Preciso de todos esses Princípios PRINCE2?

  • Você pode ter mais princípios, se você necessitar;
  • Esses Princípios, ao menos, para melhorar o desempenho de seu projeto.

Preciso de todos esses Processos e Temas?

  • Cada tema ajuda em algum aspecto do projeto;
  • Cada processo ajuda no momento correto de uso;
  • Então, junte os 2 e terá uma combinação muito boa para o sucesso do projeto PRINCE2!
  • Enfim, se quer melhorar o desempenho em projetos. 

 

Resumindo

Por último, você deve compreender tanto os temas quanto os processos de gerenciamento.

Ou seja, eles são baseados em lições aprendidas em diversos projetos de sucesso e de fracasso conduzidos;

Em outras palavras, não teórica e sim prática!

 

Outras fontes de informação

Portanto, você deve saber mais sobre em PRINCÍPIOS PRINCE2.

Assim como, sobre os processos e temas.

Por fim, busque mais informação sobre.

 

AXELOS!!!

Assim, AXELOS.Ltd é a proprietária do PRINCE2 e o mantém. Isso acontece desde 2013!

 

Referências Adicionais

Gerenciar por Estágios

Princípios de Programas MSP

O PRINCE2

Princípios do MSP

Categoria | Gerenciamento de Portfólios

Categoria | PRINCÍPIOS

 

PRINCE2 Princípios de Gerenciamento de Projetos

porATHEM

PRINCE2 Evolução desde a década de 70

PRINCE2 Evolução

Pouco se encontra na internet com informações corretas sobre evolução PRINCE2 da Metodologia de Gerenciamento de Projetos.

Portanto, trazemos de maneira resumida, porém correta, sobre o histórico do PRINCE2!

Informando sobre a história até se tornar um padrão de fato para o gerenciamento de projetos.

Sendo qualquer tipo de projeto, independentemente da área que se relaciona, de seu tamanho e independente da indústria.

Venha conhecer PRINCE2 Evolução

Conheça PRINCE2

Você pode aplicar em empresas públicas ou privadas.

Assim, uma breve história do PRINCE2, você poderá conhecer mais se desejar no link PRINCE2 e sua História

Você pode conhecer mais sobre Histórico do PRINCE2 no site Axelos Ltd. ou mesmo conosco.

Em alguns lugares encontrará a informação que o PRINCE2 é da década de 80. Isso não é totalmente correto.

 

Todavia, o Governo Britânico comprou os direitos sobre a metodologia na década de 70. Em 2013 transferiu os direitos para AXELOS Ltd.

Desde sua aquisição, vem trabalhando na Metodologia e PRINCE2 Evolução.

Por fim, com a aquisição pela AXELOS, tal PRINCE2 Evolução não parou. 

Tanto que AXELOS lançou a Versão 6 em 2017.

Embora sua última atualização seja em 2017, a metodologia PRINCE2 não está nada velha! Muito pelo contrário.

PRINCE2 Histórico de sucesso em muitas empresa públicas ou privadas no mundo todo.

Além disso, seja em projetos pequenos, médios ou grandes.

E projetos de diversas áreas do conhecimento se beneficiaram do uso do PRINCE2.

Além disso, PRINCE2 tem em sua Evolução uma história de sucesso para muitas organizações.

Incluíndo o Sucesso Olímpico para os jogos de Londres.

 

Concluindo

Por fim, você poderá encontrar informações adicionais nos links abaixo:

PRINCE2

O que é Metodologia PRINCE2?

Como Renovar a Certificação PRINCE2 Practitioner?

Saiba como foi o Treinamento PRINCE2 no Exército Brasileiro?

Como foi o Treinamento PRINCE2 na APERAM?

Exército Brasileiro investe em Gestão de Riscos com M_o_R

PRINCE2 - Equipe Nações Unidas - Treinadas e Certificadas

 


 

porATHEM

PRINCE2 Introdução à metodologia

Home/PRINCE2 Introdução à metodologia

Introdução ao PRINCE2 foi na década de 70.  Uma maneira de administrar os projetos de Tecnologia do Governo Britânico era a necessidade original. Além de outras necessidades levaram o PRINCE (PROMPT IN the CCTA Environment) até o PRINCE2 (PRojects IN Controlled Environment), ou seja, Projeto em Ambiente Controlado.

O CCTA

Tais necessidades do CCTA (Central Computing and Telecommunications Agency) evoluíram da necessidade de uma abordagem que de fato auxiliassem na condução de projetos, para necessidade mais amplas para o Governo Britânico todo.

Ou seja, uma metodologia características que possibilitasse o êxito, tais como: ampliar a probabilidade de sucesso dos projetos, possibilidades de ampliar o uso no governo como um todo e diversos tipos de projetos.

PRINCE2 Introdução à metodologia ao mercado evoluiu!

PRINCE2 Evolução

Assim, evoluindo desde a década de 70 até se tornar de fato uma Metodologia de Gerenciamento de Projetos utilizada na maioria dos países e com mais certificados emitidos para profissionais de gerenciamento de projetos, olhando-se o mundo como um todo.Projetos com PRINCE2

A metodologia foca na parte de Gerenciamento do Projeto e não na parte técnica especializada.

Por isso, ferramentas, técnicas e abordagens específicas de uma determinada indústria como Tecnologia de Informação, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Saúde, etc, não são destacadas pela Metodologia PRINCE2.

PRINCE2 Atual

 fato ou fake news ?Saiba que, o PRINCE2 pertence a AXELOS Ltd e possui um esquema de certificação profissional gerenciado pela Peoplecert.org; todavia, os treinamentos oficiais são ofertados pelas organizações ATO`s (Accredited Training Organization) que podem de fato entregar os treinamentos com qualidade e também aplicar exames de certificação.

As organizações de treinamento ATO passam por um rigoroso processo de credenciamento e são auditadas anualmente. Assim, é recomendado que somente procurem capacitação em abordagem britânica como o PRINCE2 através de empresa credenciadas (ATO).

Por isso, consulte o site da Peoplecert.org ou da Axelos.com para identificar as organizações de treinamento credenciadas para isso.

Efetividade no Gerenciamento

A metodologia PRINCE2 foca em Gerenciamento de Projetos, conforme informado anteriormente, e não em atividades rotineiras.

Assim, através da metodologia PRINCE2 sua empresa poderá administrar melhor os projetos, verificar se está sendo utilizada a metodologia de maneira correta e o principal!

O foco no chamado Business Case, que irá auxiliar sua empresa em conduzir projetos que de fato tragam algum benefício organizacional de fato.

PRINCE2 metodologia de fato

Afinal, não basta conduzir o projeto corretamente. Portanto, é preciso conduzir o projeto correto, de maneira correta. Estes 2 componentes fundamentais você e sua empresa conseguirão com o PRINCE2.

Assim, a metodologia usada corretamente, sua empresa se beneficiará também de um documento, com uma abordagem correta de uso, chamado Plano de Revisão de Benefícios. 

Benefícios gerenciados

Portanto, esse plano, além de ajudar as pessoas a manterem o foco nos benefícios organizacionais que seu projeto almeja, também poderá proteger sua empresa contra projetos mal concebidos/pensados/idealizados; de maneira que somente projetos realmente interessantes sejam executados pela sua empresa.

Por isso, dentre outros motivos, PRINCE2 ganhou introdução no mercado público e também privado.

Então, confira!!!

COMPARTILHE!!!

 Temas - uma Breve Introducao  Temas- uma introdução sobre PRINCE2  Temas - A evolução da metodologia
 Temas - Os princípios para Sucesso do Projeto  Temas - Os temas de Gerenciamento de Projetos  - Os processos de Gerenciamento do PRINCE2
 Temas - Quais são os produtos de Gerenciamento?  Temas - Quais são os templates?  - O esquema de certificação
 - Como adequar o PRINCE2 para Sucesso do Projeto  TEMA BUSINESS CASE - O FUNCIONAMENTO DO TEMA BUSINESS CASE  TEMA ORGANIZAÇÃO - O FUNCIONAMENTO ATHEM

 

Assunto do Post é PRINCE2 Introdução à metodologia

porATHEM

PRINCE2 e o Governo Americano – case de sucesso

PRINCE2 e o Governo Americano

 

Quando se houve algo sobre PRINCE2, ao menos para as pessoas que conhecem algo sobre o assunto; pensa-se logo em projetos do Governo Britânico e as Olimpíadas de Londres.

Poucos sabem que o PRINCE2 Evolução é utilizado em +150 países, inclusive no Governo Americano.

 

Abstract

Este documento (em inglês) mostra como o método de gerenciamento de projetos PRINCE2® apóia os gerentes de projeto do PRINCE2_e_o_Governo_Americano_Gerenciamento_de_Projetosgoverno federal dos EUA à medida que eles entregam investimentos em TI enquanto satisfazem os requisitos da Clinger-Cohen Act e do Capital Planning and Investment Control.

O CCA

Desde a promulgação da Lei Clinger-Cohen (CCA) em 1996 o governo federal dos EUA exige que suas agências melhorem sua gestão, supervisão e controle de investimentos em tecnologia da informação.

O CPIC

Central para o CCA é uma obrigação das agências de selecionar, controlar e avaliar seu portfólio de projetos de TI de acordo com os princípios de Planejamento de Capital e Controle de Investimentos (CPIC), uma abordagem de gerenciamento de investimentos de TI referenciada no CCA.

O PRINCE2

No mesmo ano em que o CCA foi assinado, o governo do Reino Unido lançou o PRINCE2; um método de gerenciamento de projetos baseado em princípios e temas, projetado para fornecer orientação e supervisão de projetos do governo / contratados. Saiba mais sobre o PRINCE2

Os gerentes de projeto podem achar difícil atender aos requisitos do CPIC durante a execução de um projeto. Guia de gerenciamento de projetos líder da indústria sugere uma abordagem; os fornecedores têm outra. E os grupos de supervisão de investimento reforçam os requisitos adicionais da CCA para a equipe do projeto.

 

Planejamento de Capital e Controle de Investimentos

A Lei de Reforma da Gestão da Tecnologia da Informação de 1996, comumente chamada de CCA, exige que as agências federais dos EUA “identifiquem e coletem informações sobre as melhores práticas” para gerenciar projetos relacionados à TI.

O CCA identifica a abordagem do governo para a gestão de investimentos em tecnologia da informação, como o Planejamento de Capital e o Controle de Investimentos (CPIC). Especificamente, o CCA, através da supervisão do Escritório de Administração e Orçamento (OMB) do Presidente, exige que cada agência institua processos de planejamento de capital eficazes e eficientes para selecionar, controlar e avaliar seus investimentos em projetos de TI.

Esses projetos representam o investimento estratégico em ativos de capital que define o portfólio de TI de uma agência.

 

Seleção, Controle e Avaliação

Durante a seleção, a agência determina as prioridades de investimento de acordo com suas necessidades. Então decide sobre quais iniciativas serão financiadas para o próximo período.

A fase de seleção determina quais projetos devem ser incluídos no portfólio de TI da agência para o próximo ano. Então os Projetos identificados como significativos para a missão devem incluir um Business Case que suporte o processo de seleção do portfólio.

 

Os desafios do CPIC

A interpretação do CCA e do CPIC levou a soluções conflitantes e, portanto, competitivas para satisfazer seus diversos requisitos.

O OMB mantém a Circular de Apoio A-11, então contém os requisitos das agências como um alvo em movimento.

 

Encontrando uma solução para CPIC

Os gerentes de projeto buscaram um modelo de governança para suportar as necessidades dos projetos e requisitos de investimentos CPIC.

Embora o Guide to the Project Management Body of Knowledge®  do PMI esteja claro na identificação de ferramentas e técnicas para executar atividades de gerenciamento de projetos, é por sua própria admissão "um guia em vez de uma metodologia" e não foi projetado para atender aos requisitos de conformidade. como aqueles definidos pela CCA.

Para operar um projeto de forma que atenda às necessidades da CPIC, os gerentes de projeto devem utilizar um método que suporte a sustentação de um Business Case de investimento; identifica claramente um processo de governança e presta-se a revisões regulares para decisões “Go / No-Go”; conforme exigido pelos ciclos orçamentários de gerenciamento de investimentos do governo dos EUA.

 

Quer ler na íntegra, baixe o White Paper em Inglês - PRINCE2_e_o_Governo_Americano_P2_US_Federal_White_Paper

 

Autor:  Richard Tucker, PMP

Publicação do With Paper: setembro de 2015

Publicação blog: 23 de agosto de 2018

Fonte: https://www.axelos.com/content-hub
Fonte: https://www.axelos.com/case-studies-and-white-papers/using-prince2-to-manage-us-federal-it-projects