PRINCE2® Evolução

PRINCE2 Evolução   VOLTAR

PRINCE2 - uma Breve Introducao PRINCE2 Evolução - uma introdução sobre Adequar o PRINCE2 PRINCE2 Evolução - A evolução da metodologia PRINCE2 Evolução dos princípios para Sucesso do Projeto PRINCE2 Evolução dos temas de Gerenciamento de Projetos PRINCE2 Evolução dos processos de Gerenciamento do PRINCE2 PRINCE2 Evolução dos produtos de Gerenciamento? PRINCE2 Evolução Produtos e seus templates? PRINCE2 Evolução do esquema de certificação PRINCE2 Evolução Adequação - Como adequar o PRINCE2 para Sucesso do Projeto

INTRODUÇÃO

PROMPT

PRINCE

PRINCE2

PRINCE2 Agile

PRINCE2 2017

PRICE2 PROFESSIONAL

PRICE2 Agile Foundation

Resumo Cronológico

Referências


INTRODUÇÃO

PRINCE2 Evolução: Pouco se encontra na internet com informações corretas sobre evolução da Metodologia de Gerenciamento de Projetos PRINCE2. Portanto, trazemos de maneira resumida, porém correta, sobre a evolução do PRINCE2; informando sobre a história até se tornar um padrão de fato para o gerenciamento de projetos. Sendo qualquer tipo de projeto, independentemente da área que se relaciona, de seu tamanho e independente da indústria; podendo ser aplicado a empesas públicas ou privadas.

Uma breve história do PRINCE2

 

PROMPT

Voltamos a meados da década de 70, quando uma empresa chamada Simpact Systems criou uma maneira para administrar seus projetos de TI (Tecnologia de Informação) e poder lidar com os problemas encontrados àquela época, como por exemplo não cumprimento de prazos e orçamento combinados.

Com esse propósito desenvolveu o PROMPT (Projects Resource Organisation Management Planning Technique). Nessa empreitada um ex-gerente de projetos da IBM teve fundamental participação.

Em 1979, o CCTA (Central Computing and Telecommunications Agency), uma unidade do Governo Britânico, identificando que a abordagem trazia vantagens interessantes e, buscando melhorar o desempenho dos próprios projetos, adotou PROMPT que passou a se chamar PRINCE (PROMPT IN the CCTA Environment).

Pelos resultados obtidos, tornou-se dessa maneira o padrão do CCTA para gerenciar qualquer um de seus projetos de TI.

Tempos depois PRINCE passou a ser chamado de (PRojects IN Controlled Environment).

VOLTAR

 

PRINCE  

De 1979 até 1996 o método PRINCE ganhou mais notoriedade pois assegurava o progresso através de 3 perspectivas importantes e interligadas:

Do ponto de vista da organização: certificar-se constantemente de que o projeto se mantém alinhando com à missão da organização.

De uma perspectiva de quem cria: os aspectos técnicos do projeto são monitorados para garantir que não haja problemas que impactem o negócio.

Do ponto de vista do usuário: considerar os interesses dos que usarão os produtos construídos.

Outras características importantes:

Uma estrutura de gerenciamento definida

Procedimentos para planejar questões técnicas e econômicas

Procedimentos de controle

Foco nos produtos, ou seja, gerenciar pensando naquilo que será entregue.

No entanto, nem tudo era vantagem; e o método PRINCE desenvolveu uma reputação de ser muito rígido e aplicável apenas a grandes projetos.

Outras unidades do Governo Britânico demonstraram interesse na utilização, assim como outras organizações dos diversos setores.  Isso levou a uma transformação para adaptá-lo de maneira que pudesse ser aplicável a um contexto mais amplo. Qualquer tipo de projeto, qualquer porte. Surge o PRINCE2 em 1996 como uma metodologia Genérica para todo Governo Britânico, o que fez inclusive que fornecedores em geral do Governo também passasse a conhece-lo.

Isso é uma característica bem importante: o PRINCE2 evoluiu para ampliar a probabilidade de sucesso dos próprios projetos do Governo Britânico. Com isso, precisava ser efetivo, flexível, pragmático, didático e de fácil implementação.

VOLTAR

PRINCE2

De 1996 a 2009

 

As características do método PRINCE2 que é estudado hoje tem sua origem em 1996, que foi revisado e atualizado em diferentes ocasiões, sendo a última atualização ocorreu em 2017 (sem grandes diferenças para a versão 2009).

 

Em 1996, mais de 150 organizações internacionais participaram de um comitê encarregado de revisar as atualizações para as quais o PRINCE original havia sido submetido. O resultado: O PRINCE2 foi uma metodologia mais genérica aplicável a qualquer tipo de projeto ou tamanho.

Em 2000, o CCTA, ela foi integrado ao OGC (Office of Government Commerce), que era parte do Tesouro (Ministério das Finanças britânico); que depois foi incorporado ao Cabinet Office, outro departamento do governo e que também manteve a responsabilidade pelo PRINCE2 até 2013.

Em 2002 e 2005, o PRINCE2 foi novamente atualizado em consulta com a comunidade internacional de usuários.

PRINCE2 Evolução de 2005 para 2009 nos processos

Sendo que em 2009, uma revisão muito importante ocorreu, o que tornou o método mais simples e fácil de adaptar, respondendo aos desejos dos usuários. A versão 2009 incorpora sete princípios básicos que determinam o sucesso de um projeto:

Justificativa de negócios contínua

Aprender com a experiência

Papéis e responsabilidades bem definidos

Gerenciar por estágios

Gerenciar por exceção

Focar nos produtos

Adaptação para corresponder ao ambiente do projeto

Esta revisão foi publicada em 16 de junho de 2009 e foi chamada de PRINCE2: 2009 Refresh.

VOLTAR

 

PRINCE2 Agile

No primeiro semestre de 2015, o AXELOS lançou um novo livro junto com um novo programa de certificação: PRINCE2 Agile Practitioner. Este livro combina a flexibilidade, a capacidade de resposta da filosofia de gerenciamento ágil com o método PRINCE2, sem perder a força da metodologia principalmente no quesito Governança do Projeto.

O novo livro PRINCE2 Agile abrange uma ampla gama de conceitos ágeis, incluindo SCRUM, Kanban e Lean Startup, e fornece um guia poderoso para adaptar o PRINCE2 a um contexto Ágil.

Trata-se de uma verdadeira e única abordagem híbrida, e natural, para efetuar um mix entre agilidade de “tradicional”. Natural pois o PRINCE2 já facilitava a adaptação (a flexibilização).

 

PRINCE2 2017

A versão mais recente do PRINCE2 foi lançada em 18 de maio de 2017, com modificações no estilo das provas de certificação, também quantidade de perguntas, no foco de cobrança na prova e o processo de renovação do PRINCE2 Practitioner.

Para efeito de mercado, em relação a ter uma certificação 2009 ou 2017, não há diferenças, visto que a essência da metodologia não foi alterada.

Houve melhoria na aderência em nomes de produtos para se alinhar ao MSP, M_o_R, P3O e MoP; todos livros atualizados após 2009.

Um destaque maior e melhor na utilização dos princípios e também o que acontece no mundo ágil e ambiente cliente-fornecedor. No mais, tudo bem parecido. Mas essas orientações deram visibilidade a importância dos princípios e da adaptação, ou seja, o quão flexível o PRINCE2 é.

VOLTAR

 

PRINCE2 PROFESSIONAL

A certificação PRINCE2 Professional (não é a PRACTITONER) foi eliminada em 3 de janeiro de 2018.

 

PRICE2 Agile Foundation

Durante o mês de maio de 2018 AXELOS lançou um piloto da certificação PRINCE2 Agile Foundation e o lançamento oficial em junho de 2018.

Assim, existe uma rota bem interessante para profissionais seguirem carreira e buscarem certificação.

Nesse lançamento, há também o lançamento de uma revisão do livro PRINCE2 Agile, com um alinhamento do livro PRINCE2 Agile (já lançado em 2015) ao livro Gerenciando Projetos de Sucesso com PRINCE2 (versão 2017).

VOLTAR

 

PRINCE2 Evolução – Resumo Cronológico

 

Meados dos anos 70: Metodologia PROMPT criada na Simpact Systems Início dos anos 80: a CCTA licencia a Metodologia PROMPT.

1989: O CCTA aprimora o PROMPT e o renomeia para PRINCE. PRINCE significa PROMPT no ambiente CCTA. Torna-se o padrão do Reino Unido para todos os projetos governamentais de TI.

1996 PRINCE2 publicado pela CCTA (agora OGC) como um método genérico de gerenciamento de projetos para todos os projetos do governo do Reino Unido.

1996: Lançamento do PRINCE2 e suas certificações

2000: CCTA é integrado ao OGC (Office of Government Commerce).

2002 Correções no Livro do PRINCE2 e algumas melhorias incrementais

2005 PRINCE2 Manual atualizado em consulta com a comunidade internacional

2009: Revisão e atualização tornando o método mais simples e mais facilmente adaptável

2013: A propriedade do PRINCE2 foi transferida para AXELOS

2015: Lançamento do livro PRINCE2 Agile

2015: Lançamento da certificação PRINCE2 Agile Practitioner

2017: Lançamento da versão 2017 do PRINCE2

2018: Fim da certificação PRINCE2 Professional

2018: Lançamento da certificação PRINCE2 Agile Foundation 

VOLTAR

 

PRINCE2 Evolução – Referências

 

http://athem.net.br/prince2

http://athem.net.br/prince2-agile-foundation

http://athem.net.br/o-fim-do-prince2-professional/

https://www.projectsmart.co.uk/introduction-to-prince2.php

https://azybao.com/a-short-prince2-history/

https://pt.wikipedia.org/wiki/PRINCE2

https://www.axelos.com/best-practice-solutions/prince2

 

Fonte: http://www.prince-officialsite.com

 

PRINCE2 - uma Breve Introducao PRINCE2 Produtos - uma introdução sobre Adequar o PRINCE2 PRINCE2 Evolução - A evolução da metodologia PRINCE2 Evolução dos princípios para Sucesso do Projeto PRINCE2 Evolução dos temas de Gerenciamento de Projetos PRINCE2 Evolução dos processos de Gerenciamento do PRINCE2 PRINCE2 Evolução dos produtos de Gerenciamento? PRINCE2 Evolução e seus templates? PRINCE2 Evolução - O esquema de certificação PRINCE2 Evolução Adequação - Como adequar o PRINCE2 para Sucesso do Projeto

VOLTAR

 

AUTOR: Ernani Marques – www.linkedin.com/in/ernanimarques/

Criado em: 6 de julho de 2018

Atualizado em: 11 de agosto de 2018


PRINCE2, PRINCE2 Agile, MoP, MSP, M_o_R, MoV, P3O, ITIL são marcas comerciais registradas de AXELOS Limited, usadas sob a permissão da AXELOS Limited. Todos os direitos reservados. | O Swirl logo é uma marca comercial de AXELOS Limited

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail