PRINCE2® Introdução

PRINCE2 Introdução – VOLTAR

PRINCE2 - uma Breve IntroducaoPRINCE2 Introducao - uma introdução sobre PRINCE2PRINCE2 - A evolução da metodologiaPRINCE2 - Os princípios para Sucesso do ProjetoPRINCE2 - Os temas de Gerenciamento de ProjetosPRINCE2 - Os processos de Gerenciamento do PRINCE2PRINCE2 - Quais são os produtos de Gerenciamento?PRINCE2 - Quais são os templates?PRINCE2 - O esquema de certificaçãoPRINCE2 - Como adequar o PRINCE2 para Sucesso do Projeto

PRINCE2 Introdução

PRINCE2 Características

PRINCE2 Fatos

PRINCE2 Controles

PRINCE2 Metas de Desempenho

PRINCE2 Quais os Benefícios?

PRINCE2 não contém

PRINCE2 2017 UPDATE

REFERÊNCIAS


PRINCE2 Introdução

Uma maneira de administrar os projetos de Tecnologia do Governo Britânico era a necessidade original. Outras necessidades levaram o PRINCE (PROMPT IN the CCTA Environment) até o PRINCE2 (PRoject IN Controlled Environment), ou seja, Projeto em Ambiente Controlado.

Tais necessidades do CCTA (Central Computing and Telecommunications Agency) evoluíram da necessidade de uma abordagem que de fato auxiliassem na condução de projetos para necessidade mais amplas para o Governo Britânico como um todo, ou seja, uma metodologia características que possibilitasse o êxito, tais como:

  • Precisa ser genérico para ser aplicável a qualquer tipo e porte de projeto;
  • Precisa possibilitar a criação de um glossário comum para todos se comunicarem da mesma maneira;
  • Precisa ser flexível para poder ser adaptável a tipos diferentes de projetos;
  • Precisa ampliar a probabilidade de sucesso, afinal os investimentos do governo precisam trazer benefícios;
  • Precisa ser pragmático para facilitar a aplicação;
  • Precisa ser didático para facilitar a compreensão por um público mais amplo.

VOLTAR

PRINCE2 Introdução às Características

Além das características acima citadas, o PRINCE2 fornece uma estrutura clara de Papeis e Responsabilidades, portanto com pontos claros para tomada de decisão em relação à issues, riscos e seguir ou não com o projeto.

A metodologia tem como alicerce os Princípios, que ajudam a ampliar a probabilidade de sucesso. Portanto, tais princípios são baseados em lições de projetos conduzidos anteriormente, sendo universais e aplicáveis a quaisquer projetos.

Outra característica importante, é a clareza na separação de quem administra o projeto e quem conduz as questões técnicas, todavia tal separação acontece no âmbito dos produtos de gerenciamento de forma que os aspectos de construção de fato ficam a cargo da equipe técnica. Ou seja, o PRINCE2 focará nos processos de Gestão do Projeto (veja figura). Assim, o PRINCE2 não atrapalha o desempenho das equipes técnicas e permite a utilização de qualquer abordagem de construção, inclusive abordagens ágeis (Ver PRINCE2 Agile).

PRINCE2 Introdução à metodologia de Gerenciamento de Projetos - Gerenciamento e Entrega

Figura 1 – responsabilidades no gerenciamento e na entrega

PRINCE2 Agile

Sendo o PRINCE2 Agile, portanto, considerado o único método híbrido natural para gerenciamento de projetos que possibilita manter os aspectos de Governança ao mesmo tempo que possibilitam a flexibilidade no time de entrega.

A metodologia ainda contempla temas (áreas de conhecimento), processo (processos com atividades, técnicas e passo-a-passo detalhado), modelo e explicação do preenchimento dos documentos, descrição dos papeis, responsabilidades e habilidades necessárias.

Assim, contém também um modelo de maturidade para auxiliar na implementação pela empresa (que não precisa pagar royaties para utilizar o PRINCE2), health-check para avaliação da utilização correta, cases e exemplos.

Tudo é compilado de maneira didática no livro publicado pela TSO Publisher e de direitos autorais atuais da AXELOS chamado Managing Successul Projects with PRINCE2® (Gerenciando Projetos de Sucesso com PRINCE2®.

Esse título faz muita diferença, pois é o foco do conteúdo do livro é feito para se ter foco no sucesso do projeto.

VOLTAR

 

PRINCE2 Introdução aos Fatos

O PRINCE2 tornou-se referência mundial, e de fato a metodologia mais usada para o Gerenciamento de Projetos; sendo utilizada em mais de 155 países em todos os continentes; inclusive o Governo Americano utiliza o PRINCE2 (white paper, Using PRINCE2® to manage US Federal Government IT Projects, Richard Tucker, PMP, ICOR Partners, LLC).

Um processo de certificação profissional que é escolhido pelos principais profissionais da área com mais de 1.000.000 de certificados emitidos. E com uma característica interessante, de acordo com pesquisa realizada em 2016 pela AXELOS, a maior parte dos profissionais que buscaram se certificar possuíam +10 anos de profissão (veja o gráfico). Logo, pode-se inferir que um profissional com certificação PRINCE2 é um profissional experiente.

PRINCE2 Introdução os profissionais certificados PRINCE2

Gráfico 2-  Fonte: The AXELOS 2016 PRINCE2® Report

 

Outro fato interessante, é identificado no PPM Benchmark Study 2017, que identificou o PRINCE2 como sendo um dos itens mais lembrados e importantes ou relevantes para o indivíduo (gráfico 3) e para a organização (tabela 4)

PRINCE2 Introdução e o reconhecimento do PRINCE2 pelos profissionais de projetos

Gráfico 3 –  Fonte: The AXELOS PPM Benchmarking Report 2017

 

Sendo que a tabela 4 (abaixo) mostra, de acordo com a pesquisa, o PRINCE2 sendo mais utilizado no mundo pelos respondentes da pesquisa.  

PRINCE2 Introdução e a implementação nas empresas

Tabela 4 –  Fonte: The AXELOS PPM Benchmarking Report 2017

VOLTAR

 

PRINCE2 Introdução aos Controles

O PRINCE2 já prevê uma série de controles, afinal é Projeto em Ambiente Controlado (imagine se seu projeto não tiver controle….), que podem auxiliar o Gerente do Projeto, e demais pessoas envolvidas e exercerem o monitoramento e controle sobre o projeto.

Tais controles são:

  • Divisão por estágios: permitindo incluir pontos de controle a cada troca de estágio;
  • Relatórios: Um conjunto de relatórios que permitem acompanhar o avanço;
  • Gerenciamento por Resultado: Descrição de Status do Produto que permite o gerenciamento do Projeto com Foco nos Resultados. Representando uma gestão moderna, o foco nos resultados (produtos a serem entregues) apoia o princípio Foco nos Produtos e antecipa a identificação de desvios. E sem necessidade de “cálculos maquiavélicos”;
  • Tolerâncias: Uma técnica que permite, além de melhor administrar o tempo das pessoas, acompanhar o consumo das tolerâncias que significa acompanhamento do progresso;
  • Técnica da Revisão de Qualidade: que ajuda no foco na qualidade e permite um bom alinhamento com as abordagens ágeis na cerimônia “revisão da sprint”;
  • Autorizações: Momentos específicos de revisões e autorizações permitindo o acompanhamento correto;
  • Procedimento de Controle de Mudanças: para garantir uma abordagem consistente na aprovação e implementação das mudanças autorizadas;
  • Planos: Uma estrutura de planejamento efetiva, que possibilita o acompanhamento real e não fictício.

Tais controles poderão ser adaptados, para mais ou para menos, conforme as necessidades do projeto e da organização.

 

VOLTAR

 

PRINCE2 Introdução – Metas de Desempenho

Para o PRINCE2 todo projeto tem 6 variáveis, ou seja, 6 aspectos de desempenho do projeto que precisam ser gerenciados. Essas variáveis não são controles, são metas. Os controles do PRINCE2 auxiliarão o GP no alcance dessas metas de desempenho que são:

  1. Custos – Qual é o investimento que faremos para ter os benefícios?
  2. Prazo – Quando o produto final poderá entrar em operação? Quando iniciaremos a colher os benefícios?
  3. Qualidade – Qual nível de qualidade necessitamos para que os benefícios sejam os melhores possível?
  4. Escopo – O que exatamente o projeto entregará?
  5. Risco – Qual é o apetite a risco da organização e como podemos gerenciá-los para ficarmos dentro de tais níveis de tolerância?
  6. Benefícios – Como a organização se beneficiará com a utilização do(s) produto(s) entregue? Afinal, não há benefícios se não houver uso do(s) produto(s).

O PRINCE2 apregoa que tais metas sejam claramente definidas no PRINCE2 Processo IP, em conjunto com níveis de tolerância acordados.

VOLTAR

 

PRINCE2 Introdução – Quais os Benefícios?

Mas quais são os benefícios do PRINCE2? A bem da verdade, muitos benefícios foram descritos acima, mas há mais alguns benefícios que podem ser destacados, como:

  • Ajudar a manter o foco no produto e suas entregas – Gestão por resultados;
  • Não é mais um É uma metodologia pronta;
  • Sua empresa não precisa pagar nada para usar;
  • Não é novidade. Vem da década de 1970 acumulando expertises e resultados;
  • Contém melhores práticas e governança estabelecida e comprovada;
  • Pode ser aplicado a qualquer projeto;
  • Fornece uma linguagem comum para quem o utiliza, promovendo uma comunicação eficaz;
  • Alavanca o aprendizado, caso a empresa passe a usar os demais livros (MSP, MoP, M_o_R e P3O);
  • Contém declarações de papéis e responsabilidades bem definidos, contendo uma estrutura definida para prestação de contas, delegação, autoridade e comunicação;
  • Contém planos desenhados para melhorar a comunicação, o monitoramento e controle;
  • Foca na viabilidade do projeto, ou seja, não apenas o projeto simplesmente pelo projeto (fazer só por fazer);
  • Já contém uma estrutura mínima necessária de relatórios, portanto facilitando o controle;
  • Assegura que todos os Stakeholders estejam representados do início ao fim, ou seja, participação fundamental;
  • Promove o aprendizado, melhoria contínua e amplia a maturidade;
  • Promove consistência do trabalho do projeto.
  • Contém ferramentas de diagnóstico, facilitando a garantia e a avaliação do projeto (PRINCE2 Health-Checlk);
  • Possui um número considerado de organizações de treinamento credenciadas (ATO) e consultoria credenciadas (ACO);
  • Já é testado e comprovado! Você não precisa inventar a roda.
  • Para verificar se está aplicando corretamente, então buscar melhorias, use o PRINCE2 Health Check 

VOLTAR

 

PRINCE2 Introdução – O que não há no PRINCE2

Mas o PRINCE2 não tem como objetivo cobrir todos os aspectos que envolvem um projeto para todo tipo de indústria. Ambição que seria possível de se conseguir, porém talvez sem viabilidade ou justificativa financeira. Sem contatar, que o PRINCE2 reconhece a existência de fontes excelentes para certos fins. Assim, você não terá no livro do PRINCE2:

  1. Aspectos relacionados à liderança: muito embora seja muito importante para a condução dos projetos, é sabido que existem fontes maravilhosas focadas nesse quesito;
  2. Aspectos especializados de indústrias ou setores: não fornece detalhes específicos de engenharia civil, tecnologia, engenharia naval, construção civil, etc. Veja a figura 1 (acima). O PRINCE2 foca na parte superior da figura;
  3. Técnicas detalhadas de Gerenciamento de Projetos: o PRINCE2 detalha técnicas específicas do próprio PRINCE2 (exemplo: técnica da revisão da qualidade, planejamento baseado em produto, etc). Outras técnicas de gerenciamento de projetos são muito bem abordadas em livros como o Guia PMBOK® e você pode usar o PRINCE2 com Guia PMBOK tranquilamente. Nesse caso, o PRINCE2 seria uma linha mestra e você incluiria itens interessantes para seu projeto que estão disponíveis no Guia. (exemplo: o PRINCE2 não detalha análise de caminho crítico, valor agregado, decomposição para criar WBS, etc).

 

VOLTAR

 

PRINCE2 2017 UPDATE

Em 2017 é lançado pela AXELOS, via TSO Publisher, a nova versõ do livro Managing Successul Projects with PRINCE2® – 2017 Update. Para resumir, não há mudança na metodologia. Isso pro que a versão 2009 já estava muito bem elaborada. Assim, as atualizações basicamente são para melhorar o alinhamento a outras publicações, ou seja, as atualizações efetuadas em 2011, 2013 e 2015: exemplo MSP, MoP, P3O, M_o_R e PRINCE2 Agile.

 

REFERÊNCIAS

 

http://athem.net.br/prince2

http://athem.net.br/blog

https://www.axelos.com/best-practice-solutions/prince2

Gerenciando Projetos de Sucesso com PRINCE2

Gerenciando Projetos de Sucesso com PRINCE2 – 2017 UPDATE

Using PRINCE2® to manage US Federal Government IT Projects, Richard Tucker, PMP, ICOR Partners, LLC).

The AXELOS 2016 PRINCE2® Report

The AXELOS PPM Benchmarking Report 2017

Fonte: http://www.prince-officialsite.com

Vídeos na área

VOLTAR

 

PRINCE2 - uma Breve IntroducaoPRINCE2 Introdução - uma introdução sobre PRINCE2PRINCE2 - A evolução da metodologiaPRINCE2 - Os princípios para Sucesso do ProjetoPRINCE2 - Os temas de Gerenciamento de ProjetosPRINCE2 - Os processos de Gerenciamento do PRINCE2PRINCE2 - Quais são os produtos de Gerenciamento?PRINCE2 - Quais são os templates?PRINCE2 - O esquema de certificaçãoPRINCE2 - Como adequar o PRINCE2 para Sucesso do Projeto

VOLTAR

 

AUTOR: Ernani Marques – www.linkedin.com/in/ernanimarques/

Atualizado em: 17 de agosto de 2018


PRINCE2, PRINCE2 Agile, MoP, MSP, M_o_R, MoV, P3O, ITIL são marcas comerciais registradas de AXELOS Limited, usadas sob a permissão da AXELOS Limited. Todos os direitos reservados. | O Swirl logo é uma marca comercial de AXELOS Limited